Saia Midi: mais que um estilo lady like!


Olá, pessoal! Como vocês estão? Hoje o assunto por aqui é saia midi, que voltou com tudo há uns dois anos e ainda promete render. Algumas amam, como eu, e outras torcem o nariz para esse item clássico da moda feminina. A primeira coisa que vem à nossa mente quando pensamos em saia midi são aquelas saias evasês e godês no meio do tornozelo, bem estilo lady like romântico.

Confessamos que achamos lindo! Super feminino! Mas nem sempre é um estilo que agrada a todas. E hoje estamos aqui para mostrar como podemos sair dessa imagem estereotipada e criar looks mais esportivos e confortáveis, mais ousados e modernos. Bora com a gente?

A saia midi está diretamente relacionada ao seu comprimento, podendo ser qualquer tipo de saia: lápis, reta, envelope, plissada, evasê, godê. O comprimento varia entre logo abaixo do joelho (na dobra) e o fim da panturrilha. Para quem é alta, é só escolher a modelagem que mais lhe agrada e se divertir. Agora para quem é mais baixa, vem a preocupação já que esse comprimento tende a achatar a silhueta. Mas vocês sabem que sempre podemos contornar esses probleminhas com estratégias certeiras. Claro que a primeira estratégia que nos vem à mente é usar salto alto. Mas isso todas nós já sabemos. Mas e se sou baixa e não gosto de usar salto, posso usar saia midi? Claro que sim!!! Primeiro, escolha uma saia que termine logo abaixo do joelho. Assim você tem mais pele aparecendo, alongando a silhueta. Se optar por um calçado nude (uma sapatilha ou um tênis), alongará ainda mais.

Segundo, você pode optar por um look monocromático, o queridinho para parecer mais alta. E minha estratégia preferida: a saia plissada, que “simula” listras verticais. E se conseguir usar todas essas dicas de uma vez, aí lacrou!!! Vamos conferir alguns looks que demonstram isso que acabamos que falar?